[38] 3229.2000

POLÍTICAS DE QUALIDADE

 

Com o intuito de PROMOVER A EXCELÊNCIA, qualidade e segurança de seus serviços, a Santa Casa de Montes Claros, implantou em 2005, o Escritório da Qualidade.


Apoiado no tripé aprendizado, formação e multiplicação, o Escritório da Qualidade é responsável por promover, disseminar e incorporar a qualidade nos processos da instituição. Articula ainda com todas as unidades do hospital, buscando a satisfação das necessidades presentes em cada processo. Além disso, promove treinamentos constantes da equipe, estabelecendo resultados a serem alcançados para aprimoramento da performance. Realiza auditorias para evidenciar as possíveis melhorias no processo e acompanha os registros do prontuário, visando a garantia de melhores resultados.

 

Entende-se que este seja um processo desafiador, mas que tem proporcionado à Santa Casa diversos benefícios, tais como: expansão da segurança aos cuidados dos pacientes; intensificação da eficiência e efetividade no atendimento e introdução da gestão da qualidade como ferramenta permanente de aprimoramento institucional.


GERENCIAMENTO DO RISCO

 

O gerenciamento do risco é indispensável para a promoção da qualidade dentro das organizações hospitalares. Tem o objetivo de articular ações de prevenção e controle de risco. A assistência à saúde sempre envolverá riscos, mas podem ser reduzidos quando há a identificação destes, analisando-os e propondo barreiras para prevenção. Mesmo em um ambiente onde o objetivo é cuidar, deve se ter a preocupação em não causar danos.


A Comissão de Gerenciamento de Risco consiste em um grupo multiprofissional, instituído desde 2006 na Santa Casa e tem caráter vigilante, preventivo e educativo para fortalecer a segurança do paciente e pratica, junto ao escritório de qualidade, a análise dos resultados das práticas assistenciais. Possui como objetivos estratégicos:


• Implementar uma cultura de gestão de risco que permita o envolvimento de todos os colaboradores e uma maior consciência para os perigos e responsabilidades de cada um;


• Adotar medidas preventivas e corretivas, de modo sistemático e documentado, com a finalidade de eliminar ou minimizar riscos;


• Promover a avaliação sistemática e documentada de todos os riscos com foco nos processos interno, em todas as áreas hospitalares;


• Definir e promover a implementação de políticas, procedimentos, métodos de trabalho, técnicas e instalações mais seguras, utilizando sistemas mais aperfeiçoados de informação e formação.


GESTÃO DE PROTOCOLOS

 

Também como ferramenta para promoção da qualidade na assistência e segurança do paciente, a Santa Casa trabalha com a gestão de protocolos. Este último consiste em diretrizes terapêuticas fundamentadas em evidências científicas e práticas de consenso, racionalizadas quanto ao uso e organizadas de modo a tornar prática sua aplicação.


Acreditamos que, com foco voltado para o paciente, a instituição tornou-se capaz de evidenciar suas próprias necessidades de melhoria, aprimorando assim a sua gestão, já que foi preciso um reconhecimento de seus processos, estratégias e diretrizes. O Escritório da Qualidade tem trabalhado para identificar toda e qualquer oportunidade de melhoria, para garantir aos nossos pacientes que, aqui, encontrarão a melhor e mais humanizada assistência, apoio e atendimento.
 

Voltar