[38] 3229.2000

IRMÃ VEERLE DA SANTA CASA É HOMENAGEADA COM PROJETO JARDIM PARA BORBOLETAS

 Na noite de ontem, 8 de agosto, a escolhida para ser homenageada com o projeto Jardim para Borboletas foi a Irmã Veerle.

Irmã Veerle foi a quinta mulher homenageada no programa. O jardim em sua homenagem recebeu uma escultura gigante de uma linda borboleta feita de aço e sucata pelo artista Gu Ferreira com o apoio dos reeducandos do sistema presidiário de Montes Claros, e foi instalada no cruzamento da avenida Deputado Esteves Rodrigues com a Sidney Chaves, nas proximidades do Condomínio das Castanheiras. O jardim será cuidado por uma pessoa em situação de rua como parte social do projeto. Na oportunidade da inauguração, o superintendente do hospital, Maurício Sérgio, recebeu uma placa de homenagem em nome da Irmã Veerle em virtude da dedicação da religiosa em prol da população da região, através da Santa Casa Montes Claros.

Já foram homenageadas a promotora Ana Heloísa Marcondes Silveira (Praça da Rodoviária), a enfermeira Antônia Colares, a popular "Tonha da Santa Casa" (Av. Deputado Esteves Rodrigues), a doméstica Maria da Conceição Silva, a “Maria de Custodinha” (Trevo da Sion), e a Dona Marina Fernândez (Praça da Rosa Mística).

QUEM FOI IRMÃ VEERLE
Joana Maria Juliana Wandekeybus nasceu em 26 de novembro de 1937, na cidade de Esseen, Bélgica. Aos 21 anos ingressou na Congregação do Sagrado Coração de Maria. Após dois anos de noviciado, estudou enfermagem. Durante cinco anos trabalhou como enfermeira em um hospital da Bélgica. Em 9 de fevereiro de 1968, quando chegou ao Brasil, veio para Montes Claros trabalhar na Santa Casa, local de atuação até o ano passado, juntamente com as outras irmãs e os médicos pioneiros do corpo clínico, ensinando a profissão de enfermeira a jovens que desejavam trabalhar no hospital. Ao longo desses quase 44 anos de serviços prestados ao hospital sempre contou com o apoio de familiares e amigos da Bélgica e Holanda, que enviavam roupas e materiais médico-hospitalares para auxiliar o trabalho de cuidar dos doentes em especial das crianças.

 






Voltar